Tamanho do texto A A A

Crianças refugiadas na Europa sonham alto em projeto do ACNUR

The Dream Diaries retrata histórias de crianças que tiveram de deixar seus lares para uma nova vida na Europa.

Genebra, 10 de janeiro de 2018 - Quatro jovens criadores digitais viajaram mais de 7.000 quilômetros pela Europa para encontrar com diversas crianças refugiadas e requerentes de refúgio como parte de um novo projeto em parceria com o ACNUR, a Agência da ONU para Refugiados, que permite que a imaginação dos jovens corra solta.

Durante 16 dias, a fotógrafa do site Humans of Amsterdam Debra Barraud e seu colega Benjamin Heertje, a designer gráfica holandesa Annegien Schilling e o cineasta Kris Pouw viajaram por cinco países europeus para capturar os sonhos de crianças que foram obrigadas a fugir da guerra e da perseguição na Síria, Afeganistão, Somália entre outros países. As histórias compõem os Dream Diaries (Diários dos Sonhos, tradução livre).

"Através da interação com as muitas crianças que conhecemos, eles compartilharam seus sonhos conosco. Uma vez que reunimos suas histórias e sonhos, criamos uma imagem para simbolizar sua realização", diz Debra, cujo projeto de fotografia Humans of Amsterdam tem mais de 400.000 seguidores no Facebook. "Através do projeto vimos a força dessas crianças e como, com o suporte adequado, elas podem conquistar qualquer coisa".

A série, que será lançada dentro de alguns dias no Instagram, Facebook e no site e redes do ACNUR, retrata os sonhos de crianças como Ayham, 8 anos, que vive com sua família em Viena, na Áustria, depois que foram obrigados a fugir da Síria em outubro de 2015. Um retrato o mostra como um super-herói, com raios saindo dos dedos.

"Eu quero me tornar um super-herói para não ter mais medo” disse Ayham à equipe do Dream Diaries. "Eu acabaria com as brigas na Síria e então eu voltaria e daria beijos em tudo, realmente tudo, até as bananas e as melancias".

A fotógrafa Debra Barraud e a designer gráfica Annegien Schilling preparam-se para a ação durante a realização dos Dream Diaries em Amsterdã. © ACNUR / Benjamin Heertje.

Em 2016, mais de 50% dos refugiados eram crianças. Crianças desacompanhadas e separadas - principalmente do Afeganistão e da Síria - totalizaram cerca de 75 mil pedidos de refúgio em 70 países durante esse ano. Aproximadamente um terço das pessoas que procuraram refúgio na Alemanha em 2015 e 2016 era de crianças e jovens.

"Em tempos em que vemos pessoas e lugares fechando seus corações e mentes aos refugiados, é uma inspiração ver quatro jovens embarcarem nesta ótima jornada para contar essas histórias de esperança", diz Véronique Robert, vice representante regional do ACNUR para a Europa Ocidental. " O Dream Diaries exemplifica verdadeiramente como os refugiados são pessoas como você e eu, com esperanças, sonhos e desejos. A única diferença é que eles foram forçados a deixar suas casas, entes queridos e tudo o mais para trás ".

As histórias das 12 crianças apresentadas na série Dream Diaries do ACNUR são contadas por cidades da Áustria, Bélgica, Alemanha, Holanda e Suíça, onde encontraram novos lares e a chance de sonhar novamente.

"Em geral o teor das fotos de pessoas que são refugiadas é muito triste e sem esperança, quase deprimente. Eu pensei que seria interessante criar imagens que dariam esperança às pessoas ", diz Annegien, que tem quase 1 milhão de seguidores em sua conta Fetching_Tigerss no Instagram.

O público é incentivado a estar o #ComOsRefugiados assinando a petição global do ACNUR, que pede aos tomadores de decisão que concedam aos refugiados segurança, educação e oportunidades - transformando seus sonhos em realidade. Você pode acompanhar a série The Dream Diaries por meio das páginas sociais do Humans of Amsterdam, Fetching_Tigerss e do ACNUR.