Passeio ciclístico celebra Dia Mundial do Refugiado em Brasília, com doação de bicicletas

sexta 01. junho 2012 10:00 Tempo: 3 yrs

© ACNUR
10º Passeio Ciclístico Rodas da Paz.

BRASÍLIA, 01 de junho de 2012 (ACNUR) – Cerca de 30 refugiados de diferentes nacionalidades e residentes no Distrito Federal participam no próximo domingo (03 de junho), em Brasília, de um passeio ciclístico promovido pela ONG Rodas da Paz para celebrar o Dia Mundial do Refugiado. O 10º Passeio Ciclístico Rodas da Paz, que este ano traz o tema "Pedalando Rumo à Rio+20", sairá às 9h30 do Museu Nacional, na Esplanada dos Ministérios, e percorrerá alguns dos principais pontos turísticos da capital federal.

O passeio tem o apoio do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados e do Instituto Migrações e Direitos Humanos (IMDH), parceiro do ACNUR no atendimento a refugiados e solicitantes de refúgio no Distrito Federal, na região Cento-Oeste e nos Estados de Rondônia e Acre. A ONG Rodas da Paz doará bicicletas usadas e revisadas para os refugiados participantes do passeio, em uma breve cerimônia às 9hs, na praça do Museu Nacional.

A atividade inaugura as comemorações do Dia Mundial do Refugiado 2012 no Brasil, que contará ainda com ações em São Paulo, Manaus e Rio Grande do Sul. No Brasil vivem cerca de 4.500 refugiados, de mais de 70 nacionalidades diferentes. No Distrito Federal, esta população totaliza cerca de 190 pessoas, entre refugiados e solicitantes de refúgio.

No Dia Mundial do Refugiado, o ACNUR e seus parceiros prestam uma homenagem à coragem, força e determinação de mulheres, homens e crianças que foram forçadas a deixar seus países devido às perseguições, conflitos, violência e violação dos seus direitos mais básicos. A data é celebrada em todo o mundo no dia 20 de junho. Mas neste ano, no Brasil, as comemorações foram antecipadas por causa da Conferência da ONU sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), que será inaugurada nesta mesma data.

“Nos unimos à ONG Rodas da Paz para homenagear os refugiados em um passeio ciclístico que destacará a solidariedade humana a favor de um planeta mais justo, tolerante, sem discriminação, com respeito aos direitos humanos e sustentável”, afirma o representante do ACNUR no Brasil, Andrés Ramirez. “O passeio é também uma oportunidade de celebrar a solidariedade do Distrito Federal em acolher e integrar refugiados de diferentes países”, diz o representante.

Em várias capitais da América Latina, os passeios ciclísticos serão uma constante nas comemorações do Dia Mundial do Refugiado deste ano. Atividades como a de Brasília acontecerão também em Quito (Equador), San José (Costa Rica), Cidade do México e Buenos Aires (Argentina), no dia 17 de junho, sempre em parceria com organizações locais que incentivam o uso da bicicleta e de meios de transporte sustentáveis.

Cerca de três mil pessoas devem participar do 10º Passeio Ciclístico Rodas da Paz, de onde sairá um grupo de ciclistas que irá pedalar 1.200 quilômetros até o Rio de Janeiro, sede da conferência Rio+20.

Aberto a pessoas de todas as idades, o evento contará com ciclistas de todas as cidades do Distrito Federal, pedalando em um trecho de aproximadamente 15 quilômetros que vai da Praça das Bicicletas até a ponte JK, ao som de um trio elétrico. Os ciclistas irão pedalar em pistas reservadas, com apoio de carro de resgate, ambulâncias, Corpo de Bombeiros e Polícia Militar do Distrito Federal

No encerramento do 10º Passeio Rodas da Paz, serão sorteadas bicicletas e equipamentos de segurança doadas por empresas e por instituições patrocinadoras. Haverá também o sorteio de pneus reflexivos da rifa promovida pela Bicicletada Nacional para financiar os custos da viagem do grupo de ciclistas até o Rio de Janeiro. Este grupo é parte de um movimento de ciclistas de todo o país vinculados à organização Bicicletada Nacional, que sairão simultaneamente de diversos estados para se encontrar na Rio + 20, a Conferência das Nações Unidas Sobre Desenvolvimento Sustentável.

A ONG Rodas da Paz nasceu em 2003 com o objetivo de reagir ao crescente número de acidentes e mortes no trânsito do Distrito Federal. Desde então, promove ações em prol do trânsito seguro para todos, com especial atenção para os usuários da bicicleta, por meio de palestras educativas, protestos, passeios ciclísticos e a permanente vigília sobre o poder público.

O ACNUR é uma das maiores agências humanitárias do mundo, com presença em mais de 125 países e cerca de 34 milhões de pessoas sob seu mandato. Em seis décadas de existência, o ACNUR já recebeu duas vezes o Prêmio Nobel da Paz (em 1954 e 1981).

Para mais informações, entre em contato com a Unidade de Informação Pública do ACNUR Brasil (61.3044-5744 / brabrpi[arroba]unhcr.org) ou com a Secretaria de Comunicação da ONG Rodas da Paz (comunicacao[arroba]rodasdapaz.org.br / 61.9959-7010 / 8117-7010 / 3526-5376).

Serviço:

  • Evento: Dia Mundial do Refugiado no 10º Passeio Ciclístico Rodas da Paz
  • Data e hora: 03 de junho de 2012 (domingo), 9h30
  • Saída/chegada: Museu Nacional (Esplanada dos Ministérios, Setor Cultural Sul, próximo à Rodoviária do Plano Piloto)
  • Trajeto: Museu Nacional, Eixo Monumental, Ponte JK (ida e volta)
  • Duração aproximada: 1 hora e 30 minutos

 

 

Por: ACNUR


Comentarios



Pesquisa de notícias

Título