ACNUR > Recursos > Estatísticas

Estatísticas

© ACNUR

Tendências Globais sobre refugiados e pessoas de interesse do ACNUR

O ano de 2014 testemunhou o dramático aumento do deslocamento forçado em todo o mundo causado por guerras e conflitos, registrando níveis sem precedentes na história recente. Há um ano, em 2013, o ACNUR anunciou que os deslocamentos forçados afetavam 51,2 milhões de pessoas, o número mais alto desde a Segunda Guerra Mundial. Doze meses depois, a cifra chegou a impressionantes 59,5 milhões de pessoas, um aumento de 8,3 milhões de pessoas forçadas a fugir. Durante 2014, os conflitos e as perseguições obrigaram uma média diária de 42.500 mil pessoas a abandonar suas casas e buscar proteção em outro lugar, dentro de seus países ou fora deles. Aproximadamente 13,9 milhões de indivíduos tornaram-se novos deslocados em 2014. Entre eles, 11 milhões de deslocados dentro de seus países, um número nunca antes registrado, e 2,9 milhões de novos refugiados.

Dos 59,5 milhões de pessoas deslocadas forçadamente até 31 de dezembro de 2014, 19,5 milhões eram refugiados (14,4 milhões sob mandato do ACNUR e 5,1 milhões registrados pela UNRWA), 38,2 milhões de deslocados internos e 1,8 milhão de solicitantes de refúgio. Além disso, calcula-se que a apatridia tenha afetado pelo menos 10 milhões de pessoas em 2014, ainda que os dados dos governos e comunicados ao ACNUR se limitem a 3,5 milhões de apátridas em 77 países. A Síria é o país que gerou o maior número tanto de deslocados internos (7,6 milhões de pessoas) quanto de refugiados (3,88 milhões). Em seguida estão Afeganistão (2,59 milhões de refugiados) e Somália (1,1 milhão de refugiados). Os países e regiões em desenvolvimento acolhem 86% dos refugiados no mundo: 12,4 milhões de pessoas, o número mais alto em mais de duas décadas. 

Tabelas estatísticas completas

Baixe em .xls as tabelas estatísticas completas sobre pessoas dentro da competência do ACNUR até final de 2014.

data.unhcr.org

Estatísticas sobre as principais operações de emergência do ACNUR no mundo.

Guerras deixam número recorde de pessoas deslocadas, afirma novo relatório da ONU.

Dados sobre refúgio no Brasil 2010-2014

Da acordo com o CONARE, o Brasil possui, atualmente, 7.289 refugiados reconhecidos, de 81 nacionalidades distintas.

PDF

Tendências Globais do ACNUR em 2014

Relatório sobre refugiados, solicitantes de refúgio, pessoas apátridas, deslocados internos e outras pessoas dentro da competência do ACNUR em 2014.

Publicado em Junho de 2015; em inglês.

 

 

PDF

Refúgio no Brasil: uma análise estatística - Janeiro de 2010 a Outubro de 2014

Estudo em PDF completo de gráficos explicativos.

 

 

PDF

Tendências e niveis de asilo em 2014

Panorama estatístico das solicitações de refúgio apresentadas na Europa e alguns países não europeus.

Publicado em Março de 2015; em inglês.

 

 

Título