4 dados para entender a situação da Venezuela

Os cenários político, econômico e social da Venezuela produziram uma das situações de deslocamento mais graves do mundo

© ACNUR/Helene Caux

1) Existem aproximadamente 4,6 milhões de refugiados e migrantes da Venezuela em todo o mundo. Quase 80% estão em países da América Latina e do Caribe

Os países que mais acolhem venezuelanos são a Colômbia, o Peru e o Equador. Atualmente o Brasil acolhe mais de 220 mil refugiados e migrantes venezuelanos. Apesar dos recursos limitados, o ACNUR oferece assistência e trabalha para garantir educação, saúde, abrigo, proteção e direitos de quem foi forçado a deixar tudo pra trás.

 

2) 1,35 bilhão de dólares. Esta é a quantia necessária para ajudar refugiados e migrantes venezuelanos

O Plano Regional de Resposta a Refugiados e Migrantes (RMRP) 2020 é uma ferramenta de coordenação e captação de recursos estabelecida e implementada por diversas organizações, entre elas o ACNUR, Agência da ONU para Refugiados. O objetivo é fornecer abrigo, saúde, educação, alimentação, proteção e garantir a inclusão social e econômica de refugiados e migrantes venezuelanos nos países que os acolhem.

 

3) Se as tendências atuais continuarem, 6,5 milhões de venezuelanos poderão estar fora do país até o final de 2020 

Segundo projeções do Plano Regional de Resposta a Refugiados e Migrantes (RMRP), 6,5 milhões de refugiados e migrantes venezuelanos poderão estar fora do país até o final de 2020. Essa é a maior crise de deslocamento da história recente da América Latina. Desde o seu início, em 2014, o ACNUR atua para responder às necessidades de famílias venezuelanas.

Graças ao trabalho de registro realizado, é possível averiguar a quantidade de pessoas em um local, definir o perfil dessa população e assim identificar necessidades especiais e planejar soluções de longo prazo que permitam aos refugiados e migrantes recomeçar suas vidas.

 

4) No total, 137 organismos, incluindo 17 agências da ONU, organizações não-governamentais e entidades da sociedade civil estão trabalhando em 17 países em resposta à crise venezuelana de refugiados e migrantes

Elas estão trabalhando em toda a região, com o objetivo de atingir quase quatro milhões de pessoas – incluindo refugiados e migrantes venezuelanos e comunidades anfitriãs.

“No Brasil, é necessário mais de US$ 88 milhões em doações, que serão gerenciados e utilizados por 40 organizações em mais de 500 atividades de resposta à emergência humanitária”, explica José Egas, Representante do ACNUR no Brasil.

 

Mais de 4,5 milhões de venezuelanos deixaram seu país para escapar da hiperinflação, fome e falta de serviços básicos. A sua ajuda garante a proteção de quem foi forçado a deixar tudo pra trás para sobreviver. Doe agora!

*Todos os dados apresentados neste artigo são de novembro de 2019.