Centro de Capacitação e Referência beneficia venezuelanos e brasileiros em Pacaraima

Espaço oferecerá cursos profissionalizantes para população refugiada e migrante e também para moradores locais desta cidade fronteiriça em Roraima

Representantes do ACNUR, Operação Acolhida, Comitê Internacional da Cruz Vermelha, Fraternidade Sem Fronteiras e Diocese de Roraima inauguram Centro de Capacitação e Referência em Pacaraima ©ACNUR/Lucas Novaes

Pacaraima, 21 de outubro 2020 – Para auxiliar a população refugiada e migrante da Venezuela a se inserir no mercado de trabalho brasileiro, a Operação Acolhida – resposta governamental ao fluxo desta população – o ACNUR (Agência da ONU para Refugiados) e entidades parceiras inauguram, na última sexta-feira, o Centro de Capacitação e Referência em Pacaraima (Roraima).

O local disponibilizará atividades de capacitação profissional, beneficiando também os brasileiros que vivem nesta cidade fronteiriça.

O Centro foi construído com a união de esforços de organizações parceiras da Operação Acolhida. Com objetivos sociais, culturais e educativos, o espaço também contribui com a estratégia de interiorização do governo federal, dado que os cursos profissionalizantes auxiliam os recém chegados ao Brasil a se inserir no mercado de trabalho de outros estados do país. Além disso, os brasileiros residentes de Pacaraima também poderão acessar as atividades oferecidas no Centro de Capacitação e Referência.

Além do ACNUR, colaboraram com a construção do espaço a Diocese de Roraima, a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, o Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) e as organizações da sociedade civil Fraternidade Sem Fronteira (FSF), Associação Voluntários para o Serviço Internacional (AVSI) e Fraternidade – Federação Humanitária Internacional (FFHI), que doaram materiais e equipamentos.

“Este é o primeiro Centro de Capacitação em Pacaraima e evidencia o esforço do Estado brasileiro para integrar os refugiados e migrantes desde a sua chegada no Brasil” comenta Oscar Sánchez Piñeiro, chefe do escritório do ACNUR em Roraima. “Desta forma, o local permite apoiar e dar as ferramentas para capacitação, construindo, portanto, soluções duradouras à população forçada a se deslocar ao Brasil”.

De acordo com o Padre Jesus de Bobadilla, da Diocese de Roraima, “foram dois anos sonhando em criar este espaço, e hoje este sonho tornou-se realidade graças à união de forças de pessoas e organizações que contribuíram com cada tijolo e item do Centro. Os venezuelanos que chegam às nossas fronteiras carregam em suas mochilas sonhos, e o nosso Centro de Capacitação vai transmitir diversos conhecimentos para prepará-los para se integrar a sociedade brasileira”.

O Centro de Capacitação e Referência conta com seis salas que funcionam como laboratório de informática, auditório, biblioteca, brinquedoteca e sala de empreendedorismo e inovação. O Centro tem capacidade de atender 140 pessoas por mês (em média) com atividades virtuais e presenciais, como oficinas de costura, conhecimentos gerais, orientações culturais, roda de conversa além da participação dos beneficiários nos cursos de qualificação realizado nos laboratórios de informática. O local será coordenado pela Fraternidade Sem Fronteiras e pelo ACNUR.

 

Sala de informática do Centro de Capacitação e Referência © ACNUR/Lucas Novaes