Pedro Bial narra vídeo que conta história dos 70 anos do ACNUR

Minidocumentário tem narração do jornalista e Apoiador de Alto Perfil da Agência da ONU para Refugiados no Brasil

© ACNUR/Érico Hiller

Com imagens raras obtidas nos arquivos da organização, o minidocumentário produzido pelo ACNUR no Brasil e narrado pelo jornalista Pedro Bial, Apoiador de Alto Perfil da agência no país, conta a história do ACNUR desde sua criação, em dezembro de 1950, até os dias atuais, ressaltando as principais operações nas quais o Alto Comissariado participou nas últimas sete décadas e mostrando como a organização se converteu em uma das maiores agências humanitárias do mundo.

“Os tempos mudaram, mas a missão do ACNUR continua a mesma. É chocante saber que graves violações de direitos humanos ainda provocam deslocamento forçado em tantos lugares do mundo. É uma realidade que cresce ano após ano, e cada um de nós pode fazer sua parte, contribuindo para que pessoas refugiadas sejam acolhidas e tenham seus direitos respeitados. Esperamos por um dia em que esse trabalho em prol dos refugiados não seja mais necessário”, diz Pedro Bial, Apoiador de Alto Perfil do ACNUR no Brasil.

 

O filme é mais um dos produtos de comunicação lançados para marcar o 70º aniversário do ACNUR. Na página ACNUR 70 Anos estão disponíveis outros conteúdos, como um livro eletrônico com receitas preparadas por pessoas refugiadas e o link para uma exposição virtual com 16 obras de artistas latino-americanos que refletem sobre o crescente deslocamento forçado na América Latina – além de outros vídeos referentes à data.


Desde 1950 a Agência da ONU para Refugiados atua para salvar vidas, assegurar direitos e construir futuros para as pessoas que foram forçadas a deixar tudo para trás.

Você pode apoiar os nossos esforços e transformar milhões de vidas. Doe agora mesmo.

DOAR AGORA