Criada em abril de 2018 para receber os refugiados e migrantes venezuelanos, a Operação Acolhida está organizada em três pilares:

  1. Ordenamento de fronteira e documentação: consiste em ações voltadas para a provisão de regularização no país, como acesso à documentação, vacinação e identificação de casos de vulnerabilidade para os devidos encaminhamentos específicos;
  2.  Acolhimento e assistência humanitária: refere-se ao amparo emergencial de abrigo, alimentação e atenção à saúde, dispondo respostas às necessidades mais imediatas e urgentes no atendimento da população venezuelana;
  3. Interiorização: estratégia que facilita, de forma gratuita e ordenada, a realocação voluntária de pessoas refugiadas e migrantes venezuelanas para outros municípios, com objetivo de inclusão socioeconômica e integração local.

O ACNUR atua na identificação de pessoas interessadas e no acompanhamento e referenciamento de casos vulneráveis que requerem ações de proteção específicas. Para além do apoio nos processos de registro, gestão dos abrigos e apoio no pré-embarque, na cidade destino o ACNUR promove a articulação entre os diferentes setores para facilitar o processo de integração local das pessoas venezuelanas.

A interiorização está dividida em quatro modalidades, sendo elas (I) institucional; (II) reunificação familiar; (III) reunião social; e (IV) vaga de emprego sinalizada. O ACNUR apoia todas as modalidades e atua em todas as suas fases, seja antes da partida, durante a viagem e mesmo no destino final.

Especificamente na modalidade institucional, que contempla a saída de pessoas venezuelanas de abrigos em Roraima para centros de acolhida e integração em outras cidades de destino, o ACNUR trabalha com organizações não-governamentais e entidades da sociedade civil para promover a efetiva acolhida e integração nos locais de recepção, promovendo a convivência pacífica delas com as comunidades de acolhida e o desenvolvimento local.

Belo Horizonte (MG) – Serviço Jesuítas a Migrantes e Refugiados (SJMR)

Brasília (DF) – Aldeias Infantis SOS

Curitiba (PR) – Caritas Brasileira

Juiz de Fora (MG) – Aldeias Infantis SOS

Porto Alegre (RS) – Aldeias Infantis SOS

Rio de Janeiro – Aldeias Infantis SOS

Rio de Janeiro – Pares Caritas Rio

São Paulo – Aldeias Infantis SOS

São Paulo – Missão Paz

Centros de Acolhida e Integração apoiados pelo ACNUR

Abaixo você pode conferir algumas informações sobre nove centros de acolhida e integração que são parceiros do ACNUR e integram a resposta humanitária, por meio da estratégia de interiorização.

1. Belo Horizonte (MG) – Serviço Jesuítas a Migrantes e Refugiados (SJMR): o centro de acolhida e integração Vila Alberto Hurtado localiza-se no bairro Santa Amélia e dispõe de espaços para crianças, tem aulas de português, internet e orientações para oportunidades de emprego, entre outros serviços.

Mais informações: Folder

2. Brasília (DF) – Aldeias Infantis SOS: o centro de acolhida e integração localiza-se na Asa Norte do Plano Piloto e dispõe de quadra esportiva para crianças, tem orientações para oportunidades de emprego e conta com parcerias com empresas para a inserção no mercado de trabalho, entre outros serviços.

Mais informações: Folder

3. Curitiba (PR) – Caritas Brasileira: o centro de acolhida e integração Santa Dulce dos Pobres localiza-se no bairro Capão da Imbuia e oferece espaço para crianças, orientações de português, salas de estudos com internet e assessoria para oportunidades de emprego, entre outros serviços.

Mais informações: Folder

4. Juiz de Fora (MG) – Aldeias Infantis SOS: o centro de acolhida e integração localiza-se no bairro Grama e dispõe de quadra esportiva para crianças, cursos de português, internet e tem orientações para oportunidades de emprego, entre outros serviços.

Mais informações: Folder

5. Porto Alegre (RS) – Aldeias Infantis SOS: o centro de acolhida e integração localiza-se no bairro Sarandi e dispõe de quadra esportiva para crianças, tem orientações para oportunidades de emprego e conta com parcerias com empresas para a inserção no mercado de trabalho, entre outros serviços.

Mais informações: Folder

6. Rio de Janeiro – Aldeias Infantis SOS: o centro de acolhida e integração localiza-se no bairro de Itanhangá e dispõe de quadra esportiva para crianças, com orientações para oportunidades de emprego, cursos de português e oficinas de corte, costura e crochê, internet, além de mapear oportunidades de trabalho, entre outros serviços.

Mais informações: Folder

7. Rio de Janeiro – Pares Caritas Rio: o centro de acolhida e integração Papa Francisco localiza-se no bairro do Recreio dos Bandeirantes e oferece cursos de português, internet, preparação de currículos e mapeamento de oportunidades de emprego, entre outros serviços.

Mais informações: Folder

8. São Paulo – Aldeias Infantis SOS: o centro de acolhida e integração localiza-se no bairro Jardim Colonial e dispõe de quadra esportiva para crianças, tem orientações para oportunidades de emprego e conta com cursos de empreendedorismo, logística e hotelaria, entre outros serviços.

Mais informações: Folder

9. São Paulo – Missão Paz: o centro de acolhida e integração Casa do Migrante localiza-se no bairro da Liberdade e dispõe de sala de jogos para crianças, tem encaminhamento para oportunidades de emprego e conta com parcerias com empresas para a inserção no mercado de trabalho, entre outros serviços.

Mais informações: Folder

 

Materiais de Referência sobre a Interiorização

Abaixo você também pode conferir materiais de referência sobre a estratégia de interiorização, demarcando a participação do ACNUR na articulação e em ações para a garantia dos direitos das pessoas venezuelanas no país.