Dia Mundial do Refugiado 2021

Juntos conquistamos tudo

Juntos conquistamos tudo

Conflitos e perseguições obrigaram mais de 80 milhões de pessoas em todo o mundo a fugir de suas casas.

Para ressaltar a importância da inclusão, a capacidade das pessoas refugiadas em contribuir com as comunidades que as acolhem e alertar a opinião pública sobre a situação do deslocamento forçado no Brasil e no mundo, o ACNUR (Agência da ONU para Refugiados) e seus parceiros realizam no mês de junho diversas atividades para marcar o Dia Mundial do Refugiado.

Dia Mundial do Refugiado 2021

Estamos comemorando as contribuições que pessoas forçadas a deixar seus lares estão trazendo para nossas comunidades e nossos países.

A COVID-19 tem criado grandes dificuldades em relação aos cuidados com a saúde, educação e em nossas comunidades. Precisamos fazer nossa parte para que todos continuem seguros e, apesar dos desafios, pessoas refugiadas e deslocadas vêm tomando atitudes.

Refugiados apoiam suas comunidades. É hora de nós tomarmos atitudes em prol dessas pessoas. Veja abaixo como você pode se envolver e apoiar.

Materiais do Dia Mundial do Refugiado

 

Faça o download e mostre que você está #ComOsRefugiados!

 

Escolha seu material preferido, publique em suas redes sociais e demonstre seu apoio às pessoas que foram forçadas a fugir de suas casas.

Inspire-se

“Todos nós temos um papel a cumprir. Pessoas refugiadas têm uma função importante nas respostas relacionadas à COVID-19 e eu sou capaz de oferecer uma perspectiva diferente graças à minha formação em farmácia.”

Salam Al-Hariri, 26, é refugiada síria, mãe e farmacêutica trainee em Amã. Depois de se formar como bolsista DAFI na Universidade da Jordânia em 2018, ela está trabalhando em uma farmácia local e se tornou uma conexão importante entre a comunidade síria e o sistema de saúde.

Ao longo da crise do coronavírus, ela tem postado vídeos no Instagram, em que responde a perguntas sobre saúde. Além disso, a farmácia onde trabalha entrega medicamentos a pessoas em situação de vulnerabilidade.

Confira os eventos do Dia Mundial do Refugiado!

Boa Vista

“Juego Limpio”

Local: Abrigo Rondon 1 e Abrigo Rondon 3, Operação Acolhida, Boa Vista (RR)
Data: 20 de junho, 9h às 16h

Oficinas de artesanato, culinária, esportes e apresentações culturais

Local: Abrigos da Operação Acolhida em Boa Vista e Pacaraima
Data: 15 a 20 de junho, durante todo o dia

Exposição de Artes

Local: Shopping Garden
Data: 17 a 19 de junho, 14h às 21h

Manaus

Oficina artística “Juntos nós curamos, aprendemos e brilhamos”

Local: Espaço Hermanitos, Rua Quintino Bocaiúva, 626, Centro
Data: 12 e 19 de junho, 9h às 12h

Oficinas de geração de renda para refugiados e migrantes

Local: Centro de Apoio a Refugiados e Migrantes (CARE), Av. Maués, 120, Cachoeirinha.
Data: 15 e 17 de junho, 8h30 às 12h

Jornada de Saúde

Local: Centro de Apoio a Refugiados e Migrantes (CARE), Av. Maués, 120, Cachoeirinha.
Data: 16 de junho,  8h às 12h (mediante agendamento)

1 ano da rádio comunitária Yakera Jokonae

Local: Abrigos Tarumã-Açu 1 e Tarumã Açu 2
Data: 18 de junho, dia todo

Apresentação dos Sinos de Quintana

Local: Redes sociais do ACNUR Brasil
Data: 30 de junho, dia todo

Bahia

Semana do Refugiado: acolhimento e integração

Local: Youtube NAMIR-UFBA
Data: 16 de junho, às 18h

Minas Gerais

III Seminário do Observatório da Migração Internacional do Estado de Minas Gerais - OBMinas

Local: Youtube OBMinas
Data: 16 e 17 de junho

Dia Mundial do Refugiado: o que a Psicologia tem a ver com isso?

Local: Youtube CRP-MG Conselho Regional de Psicologia-Minas Gerais
Data: 17 de junho, às 17h00

Migrantes e Refugiados em Minas – Como se capacitar para empreender e gerar renda

Local: canal do SEBRAE-MG no Youtube
Data: 24 de junho, às 11h00

Paraná

Lançamento CSVM da UniCuritiba

Local: a confirmar
Data: 18 de junho, às 10h00

Rio de Janeiro

Debate virtual Rio Refugia (Sesc Rio e Caritas Rio de Janeiro)

Local: Youtube do Sesc Rio
Data: 21 de junho, às 18h00

Playlist Rio Refugia

Local: à confirmar
Data: 25 de junho, às 14h00

Rio Grande do Sul

Oficina “Empreendedorismo Feminino” e entrega de kits de iniciação

Local: Universidade Luterana do Brasil (ULBRA) de Canoas (RS)
Data: 11 de junho, 9h00 às 16h00

Sensibilização dos alunos do Colégio Anchieta – Porto Alegre (RS)

Local: Youtube e Facebook SMJR Brasil
Data: 17 de junho, 9h30 e 14h30

Ação Social Integrando Horizontes

Local: Ginásio de Esportes Irmão Portillo, próximo ao Centro Comunitário da Vila (Cecove) ao lado do CRAS Norte, Rua Paulo Gomes de Oliveira, 200, Bairro Sarandi.
Data: 19 de junho, às 10hrs ás 16hrs.

Live revalidação de diplomas e o ingresso de refugiados e migrantes na UFSM

Local: Canal do MigraIDH/CSVM no YouTube
Data: 21 de junho, às 19h00

Webnário Povo Warao História e Cultura

Local: Rede sociais da Prefeitura de Porto Alegre.
Data: 23 de junho, às 19h30

São Paulo

Exposição “Quem conta essa história: refugiados jornalistas ou jornalistas refugiados?”

Local: Memorial da América Latina (São Paulo/SP)
Data: 10 de junho a 31 de agosto, de segunda a sábado, das 12h às 16h

Doação de alimentos para refugiados

Local: Sede da Caritas São Paulo (R. José Bonifácio, 107, São Paulo/SP)
Data: 14 a 18 de junho, 10h00 às 17h00

Oficina para comunicadores “Cobertura Jornalística Humanitária”

Local: virtual, mediante inscrições
Data: 15 de junho, às 18h00

Festival Jam ACNUR Américas

Local: Facebook e Youtube do ACNUR Americas
Data: 16 a 20 de junho, em horários variados

Oficina de introdução ao atendimento a migrantes e refugiados

Local: a confirmar.
Data: 17 de junho.

Lançamento do relatório “Tendências Globais: Deslocamento Forçado em 2020”

Local: canais do Youtube do ACNUR e do Memorial da América Latina.
Data: 18 de junho, às 11h00

Live de universidade associada à Cátedra Sérgio Vieira de Mello (Unisantos)

Local: canal do Youtube da UniSantos
Data: 18 de junho, às 14h00

Sarau Dia Mundial do Refugiado

Local: canais do Youtube do ACNUR e do Memorial da América Latina.
Data: 18 de junho, às 15h00

Live de universidade associada à Cátedra Sérgio Vieira de Mello (Unicamp)

Local: canal do Youtube da Unicamp
Data: 18 de junho, às 17h00

Exposição urbana “Vidas, em itinerários à integração” (SJMR)

Local: Facebook SJMR Brasil
Data: 18 de junho, às 19h30

Lançamento de episódio do podcast Com.Partilha

Local: Podcast Com.Partilha da Compassiva
Data: 19 de junho, às 14hs.

Live Musical ao vivo – “Tantos Somos, Somos Um” (SJMR)

Local: Youtube e Facebook SJMR Brasil
Data: 19 de junho, às 17h00

Apresentação virtual da peça infantil “Qual é o meu nome, mamãe?”

Local: Youtube do ACNUR Brasil
Data: 20 de junho, às 11h00

Cadastro para empregabilidade de pessoas refugiadas em São Paulo

Local: CIC do Imigrante (R. Barra Funda, 1020, São Paulo/SP)
Data: 21 a 25 de junho, 08h00 às 17h00

Debate virtual Caritas SP, Missão Paz, CIC do Imigrante e ACNUR

Local: Facebook da Caritas SP
Data: 21 de junho, às 14h00

Debate virtual entre Aldeias Infantis, ACNUR e convidados

Local: Youtube do Aldeias Infantis e ACNUR (à confirmar)
Data: 22 de junho, às 10h00

Live “Refúgio, Fronteiras e Pandemia”

Local: Plataforma Google Meets
Data: 22 de junho, às 19h00

Lançamento Fórum Empresas com Refugiados

Local: YouTube Pacto Global e UOL
Data: 23 de junho, às 10h

Live MigrArt

Local: à confirmar
Data: 27 de junho, horário à confirmar

Campanha Reflexos: um diálogo entre refugiados empreendedores e atletas olímpicos brasileiros

Local: Redes sociais do ACNUR
Data: 27 de junho, às 14h00

O Poder da Inclusão: Conversa exclusiva com Khaled Hosseini e Pedro Bial

Local: Zoom (evento privado)
Data: 29 de junho, às 17h

“A pandemia da COVID-19 tem demonstrado que só podemos prosperar se unimos nossos esforços e não deixamos ninguém para trás. Neste ano, com o Dia Mundial do Refugiado, queremos fazer um chamado para uma maior inclusão destas pessoas em diferentes setores da sociedade, principalmente nos setores de saúde, educação e esportes, e também no mercado de trabalho.”

–Jose Egas, Representante do ACNUR no Brasil

A Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) é uma organização dedicada a salvar vidas, proteger os direitos e garantir um futuro digno a pessoasque foram forçadas a deixar suas casas e comunidades devido a guerras, conflitos armados, perseguições ou graves violações dos direitos humanos.